5 passos para começar a ganhar dinheiro com artesanato

É possível confeccionar peças com as suas próprias mãos e ganhar dinheiro com isso?

Muitos acham que não. Pensam que o artesanato não é valorizado, mas essa não é a verdade.

As pessoas estão cada vez mais se interessando por objetos feitos à mão, também conhecidos como "slow handmade", indo de encontro a produção em massa oferecida pelas grandes marcas que detêm grande parte do dinheiro pelo mundo.

Além disso os trabalhos manuais são únicos, o que confere ao cliente um sentimento de exclusividade, agregando ainda mais valor.

Veja abaixo alguns passos para começar a ganhar dinheiro vendendo seu artesanato:

person holding crochet hook
Photo by Diego Pontes on Pexels.com

Primeiro passo: Escolha uma técnica

Se você ainda não descobriu qual é a sua paixão no mundo artesanato, pesquise no google, no youtube ou faça algum curso rápido online ou até mesmo na sua cidade. Conheça algumas técnicas e suas particularidades. Quais materiais são usados, onde comprá-los, quais equipamentos você precisa ter, quanto espaço físico é necessário, etc. Por exemplo, caso você queira trabalhar com marcenaria, saiba que o espaço para alocação das mesas de trabalho precisa ser grande. Ou então se você gostou de quadros feitos com String Art, esteja ciente de que é uma atividade um pouco barulhenta e pode incomodar os vizinhos.

Segundo passo: Escolha um nicho

Após escolher a técnica que você vai trabalhar, defina o seu nicho. No início temos muita vontade de fazer um pouco de tudo, mas infelizmente isso não é sustentável. Comece já focando em um público específico e seu crescimento será acelerado! Escolheu trabalhar com costura criativa? Então seu cliente será mães de bebês pequenos ou jovens que amam bolsas e estojos ecológicos? Definir a persona ou o avatar dos seus clientes é de extrema importância para o sucesso das suas vendas.

Terceiro passo: aprenda a técnica

Mergulhe de cabeça, pratique muito, conheça os materiais e suas possibilidades. Não desista se parecer difícil no começo. A prática leva à perfeição. Busque videoaulas, cursos, workshops, participe de grupos nas redes sociais. Encontre professores que tenham o mesmo estilo que você, que foquem no nicho que você escolheu. Caso você tenha optado pelo crochê, pode contar comigo para isso! Clique aqui e veja as aulas disponíveis.

Quarto passo: aprenda sobre empreendedorismo

Viver de artesanato vai te demandar um pouco mais do que saber somente a técnica. Você vai precisar conhecer um pouquinho do que é ter um pequeno negócio, mesmo que você ainda não tenha um CNPJ. Vendas, marketing, jurídico, pós-venda, comercial, compras, financeiro, etc... Você pode ler um pouco mais sobre isso no meu e-Book. Lá eu indico cursos gratuitos para que você possa começar a se aventurar nesse mundo.

Quinto passo: comece a divulgar

Quem não é visto, não é lembrado! As redes sociais estão aí para nos ajudar nessa tarefa. Hoje podemos facilmente ser descobertos pelos nossos clientes em potencial através do Instagram, Facebook e Pinterest por exemplo. Tenha contas profissionais nessas redes e invista na divulgação online! Entenda como os aplicativos funcionam para poder usar os algoritmos ao seu favor. Além disso, não esqueça do boca a boca. Faça peças pequenas e presenteie parentes e amigos. Eles vão gostar do seu trabalho e divulgar para mais pessoas, além de fazer futuras encomendas.

E para finalizar, não desista dos seus objetivos. O artesanato pode ser uma ótima fonte de renda e ainda é um hobby gostoso e divertido! Vem fazer parte desse mundo comigo 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo